Terça-feira, 27 de Abril de 2004

eu devo ser abstémio

Água
A única bebida que tira a sede

A água é a única bebida que realmente tira a sede e sem a qual é impossível viver. Todas as outras, principalmente as alcoólicas, só servem para fazer... mais sede.


A sede é uma desculpa para a ingestão de bebidas doces, estimulantes ou alcoólicas, mas estas apenas aumentam a carência de água, já que conduzem a uma perda, através da urina, da água que existe no organismo.

A água é, de facto, a única bebida que tira a sede, além de ser a mais importante de todas as que existem, sem a qual é impossível viver.

O precioso líquido está presente em todas as bebidas existentes, bem como em milhões de células, fazendo parte integrante do sangue e da linfa. É igualmente o elemento básico de muitas reacções químicas.

É um facto de que os seres vivos precisam de água. No caso dos humanos, isto deve-se a, diariamente, cada pessoa perder dois a três litros de água - pela urina, fezes, ar expirado e suor - que têm de ser repostos.

O “alimento” do organismo

Por esta razão beber água é “alimentar” a saúde do organismo e este pretexto não é válido para a ingestão de outras bebidas, nomeadamente alcoólicas.

Assim, além da água o organismo agradece o leite, principalmente por causa da sua riqueza em proteínas de elevado valor biológico, cálcio, fósforo e vitaminas. Sumos naturais de frutos também são bem-vindos, dada a sua riqueza em vitamina C, sais minerais, água e frutose.

Por seu lado, as bebidas estimulantes como o chá, o café e as colas devem ser ingeridas com moderação.

Pouco recomendadas

Proibidas ou pelo menos pouco permitidas são as bebidas alcoólicas e não adianta justificar a sua ingestão com a sede, uma vez que o álcool aumenta a carência de água e, logo, a sede...

O álcool, quando bebido em excesso, conduz à deterioração do organismo, além de destruir a vida familiar, profissional e social de quem vive em função destas bebidas.

Em Portugal esta é uma triste realidade: dois em cada três homens bebe álcool pela primeira vez antes dos 20 anos, enquanto a maioria das mulheres (54,5%) só o faz depois daquela idade.

Mais de 9% dos homens bebe álcool pela primeira vez antes dos 13 anos, cerca de 19% entre os 14 e os 15 anos, 18,3% entre os 16 e os 17 anos e mais de 17% inicia-se na bebida a partir dos 20.

Segundo um estudo da associação Alcoólicos Anónimos (AA), as mulheres começam a beber mais tarde, já que mais de metade só experimentou a primeira bebida alcoólica a partir dos 20 anos.

Das mulheres que o fizeram antes, 20,5% teve o seu primeiro contacto entre os 18 e os 20 anos, 6,8% entre os 14 e os 17 e 9,1 por cento antes dos 13 anos.

Mesmo começando a beber e a ter problemas com o álcool mais cedo, os homens entram para os AA com a mesma idade que as mulheres, geralmente entre os 30 e os 50 anos.

A degradação mental ou emocional e as pressões familiares são os factores que mais favorecem a procura dos Alcoólicos Anónimos.

Motivos religiosos ou espirituais, problemas de ordem judicial ou policial e o aconselhamento da empresa em que trabalham são os factores que menos contribuem para a entrada nos AA.

O estudo mostra ainda que mais de metade das pessoas que frequentam os AA nunca tiveram uma recaída (62% no caso das mulheres e 51% no caso dos homens).

publicado por bloguinho às 12:32
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2004

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Futuro do País

. joaozinho

. animando o ppl

. resposta ao sr. Timaz

. horoscopo do beijo

. Pai medroso...

. tá-se inspirado hoje...

. O tempo que alguem deve t...

. Numa família de Açorianos

. Dear Diary...

.arquivos

. Dezembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

blogs SAPO

.subscrever feeds